segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Pasta alla Norma


    Muito difícil eu lembrar de postar receitas para a segunda sem carne, mas hoje não vou falhar! Mesmo porque essa receita é imperdível: Pasta alla norma. Pra quem ainda não conhece, é uma deliciosa e clássica combinação de massa + berinjela + manjericão + alho + tomates. 
    O porquê do nome "Norma" é um tanto quanto interessante e possui várias versões contadas (você pode ler um pouco sobre aqui).
    Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
    Siga @Estadao no TwitterAssine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
    Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
    Siga @Estadao no Twitter
    Esse prato leva ingredientes tão simples e por isso mesmo seu sabor surpreende. Vale a pena conferir.


    Pasta Alla Norma (macarrão com molho de tomates e berinjela)
    receita do chef Lisandro Lauretti, do restaurante Jamie's Italian (Brasil)
    (para 4 pessoas)

    Ingredientes
    • 500 g de berinjela cortadas em tiras
    • sal a gosto
    • 1 fio de azeite
    • orégano a gosto
    • 50 ml de azeite
    • 3 dentes de alho picado
    • 10 g de pimenta-dedo-de-moça picadinha (se quiser mais picante deixe as sementes)
    • 800 g de tomate pelado amassado
    • 80 g de manjericão
    • 500 g de spaghetti cozido al dente (usei tagliatelli)
    • queijo parmesão ralado e broto de manjericão a gosto

    Modo de preparo 
    Corte a berinjela em tiras (de mais ou menos 3 x 1 cm). Coloque em uma tigela com água e sal a gosto e deixe de molho por +/- 20 minutos. Isso impede que a berinjela escureça e dá uma leve desidratada nela. 

    Passado esse tempo, escorra a berinjela e seque bem com a ajuda de um papel toalha ou pano limpo. Pode espremer bem para retirar o excesso de água

    Numa frigideira, aqueça um fio de azeite e frite as berinjelas já bem secas até dourar bem. 

    Essa é a parte mais demoradinha desse prato. É importante que a berinjela fique bem fritinha por todos os lados, pois será o diferencial no sabor do prato final. Quando estiver bem douradinho, polvilhe orégano a gosto e retire um pouquinho da berinjela frita apenas para decorar os pratos.

    Coloque na mesma frigideira mais um pouco de azeite, o alho picadinho, 10 g de pimenta-dedo-de-moça picada e misture até dourar. 

    Abra a lata de tomates pelados e com uma faca vá desmanchando os tomates ali dentro mesmo, para facilitar o processo.  

    Adicione ao refogado, misture e cozinhe em fogo baixo por +/- 15 minutos.

    Se achar necessário, coloque um pouco de água nesse processo.

    Acerte o tempero colocando sal e pimenta-do-reino à gosto, junte o manjericão, 

    e por fim coloque os 500 g de spaghetti cozidos al dente (de acordo com a embalagem) e misture bem. 

    Retire do fogo, transfira para pratos de servir finalize com a berinjela frita reservada, queijo parmesão ralado e manjericão a gosto e sirva em seguida.


    Bom apetite!
    Faça e poste em suas redes sociais usando a hashtag #brisandonacozinha e nos marque na foto também!

    sexta-feira, 24 de julho de 2015

    Panqueca com massa de arroz


    Já disse inúmeras vezes aqui que se tem uma coisa que eu não curto é comer arroz requentado por vários dias seguidos. Pode até parecer frescura, eu sei, mas fazer o quê? Não gosto mesmo... Mas algo que acho pior ainda do que comer arroz "játevi" é jogá-lo fora, então procuro alternativas para reaproveitar e dar uma cara nova pra ele. Dessa vez não foi diferente, sobrou um moooonte de arroz aqui de um almoço que fizemos, e como eu almoço sozinha em casa, não daria conta de acabar com aquele arroz todo rapidamente. A solução? Brisar. E assim surgiu essa receita. Depois de já ter feito nhoque, arroz de forno, torta, bolinho (links abaixo), a brisa da vez é a Panqueca com massa de arroz! Ficou muito boa, gente! Sério! A massa fica mais delicada que a tradicional, mas ainda assim é simples de se fazer e tem um resultado muito bom e com sabor muito parecido com a comum. 
    Acredito que eu não vá cozinhar arroz apenas para fazer essa receita, pois sou à favor da facilidade, mas quando rolar aquela "sobrinha" na geladeira, com certeza ganhamos mais uma opção!

    quarta-feira, 8 de julho de 2015

    Caldo verde


    Nada como um caldo bem quentinho para nos aquecer nesse inverno. A receita de hoje é muito tradicional e muito consumida aqui no Brasil: o Caldo Verde. Não sei porque o chamam assim, se o que predomina é a cor da batata! Mas tudo bem, o que importa é que é uma delícia e vai ser seu aliado nesse frio! A receita eu adaptei daqui.


    Caldo Verde - Creme de batata com calabresa e couve

    Ingredientes
    • 4 batatas médias descascadas e cortadas em cubos médios
    • 3 dentes de alho picadinhos
    • 1 cebola grande ou 2 cebolas pequenas picadas
    • 1 tablete de caldo de galinha (opcional)
    • 2 colheres (sopa) de óleo
    • 1 colher ( sopa ) rasa de sal ou à gosto
    • pimenta-do-reino à gosto
    • água o suficiente para cobrir as batatas (em média 5 xícaras de chá)
    • 2 xícaras (chá) de couve manteiga cortada em tiras bem fininhas (reserve um pouquinho para decorar)
    • 1 linguiça calabresa defumada cortada (eu cortei em rodelas, depois as cortei ao meio)

    Modo de Preparo

    Numa panela grande, aqueça o óleo e refogue a cebola e o alho até ficarem levemente transparentes.

    Coloque o caldo e misture até que se dissolva um pouco. Acrescente as batatas, misture bem e em seguida coloque a água, de preferência já quente.



    Coloque até cobrir toda a batata. Deixe em fogo médio até que as batatas estejam macias.
    Para mudar um pouquinho a receita, ao invés de colocar a calabresa direto no caldo, decidi fritá-la antes.




    Faça isso enquanto as batatas cozinham. A calabresa já fritinha vai dar um toque mais crocante e um sabor mais acentuado ao caldo. Não precisa colocar óleo, elas mesmas soltam sua gordura, o suficiente para fritá-las. Desligue o fogo e reserve.

    Assim que a batata estiver bem cozida, retire-a da panela com uma escumadeira e coloque num liquidificador. Coloque também um pouquinho da água do cozimento, apenas o suficiente para bater. Não coloque muita batata e água quente de uma vez no copo do liquidificador, pois tende a transbordar por conta da pressão. Em seguida, bata tudo. Se tiver um mixer, melhor ainda, pode bater diretamente na panela.

    Volte o creme à panela e adicione os pedaços de calabresa já fritinhos.

    Deixe ferver um pouco, acerte o sal e pimenta, e por fim desligue o fogo e adicione as tirinhas de couve.

    Elas vão murchar rapidamente e seu caldo estará pronto! 

    Na hora de servir, coloque um fio de azeite ou croutons
    Bom apetite!

    quarta-feira, 1 de julho de 2015

    Barrinhas de carne



    Essa receita não fui eu que fiz. Quem fez foi  o meu namorado numa noite de sexta-feira, e eu só fui registrando tudo e claro, dando meus pitacos (não sou de ferro né?). Ele encontrou a receita aqui e me informou que faria pra gente numa sexta-feira à noite. Uma delícia tanto para petiscar com uma cervejinha quanto para levar para um lanche da tarde no trabalho quando bate aquela vontadinha de algo salgado. Essas barrinhas podem ser consumidas quentes ou frias. Obrigada lindo  :)



    Barrinhas de carne

    Ingredientes
    • 3 xícaras (chá) de carne moída temperada com sal e pimenta-do-reino a gosto e refogada (390 g depois de refogada -dá mais ou menos 500g de carne moída crua).
    • 1/2 xícara de azeitonas verdes bem picadinhas
    • ½ xícara (chá) de bacon picadinho (100 g)
    • 1 xícara (chá) de muçarela ralada no ralo fino (100 g)
    • 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado no ralo fino (80 g)
    • 1 ovo
    • cheiro verde picadinho a gosto
    • 15 fatias de pão de forma sem casca ralado no ralo grosso misturadas com 1 sachê de tempero sabor carne (ou sabor de sua preferência) 
    Modo de Preparo

    Refogue a carne moída com um fiozinho de óleo e tempere com um pouquinho de sal e pimenta-do-reino. Ainda colocamos um pouquinho de azeitonas picadas nessa misturinha. Não precisa temperar muito pois ainda iremos complementar com mais sabores depois. Deixe esfriar.
     

    Numa tigela coloque as carne moída refogada e já fria,  ½ xícara (chá) de bacon picadinho, 1 xícara (chá) de muçarela ralada no ralo fino, 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado no ralo fino, 1 ovo, cheiro verde picadinho a gosto e misture bem. Reserve.




    Rale ou processe 15 fatias de pão e misture com um sachê de tempero (o do amor). Usamos o amarelinho que é o que tinha em casa.


    Coloque no fundo de uma assadeira (30 cm X 18 cm) bem untada com azeite (é importante untar bem!)  e com as mãos pressione bem. 


    Adicione a mistura de carne (feita acima) e pressione bem também, para que fique bem compactado.
     


    Leve para assar em forno alto pré-aquecido a 200°C por +/- 15 minutos. Retire do forno e passe uma faca sem ponta por toda a borda para desenformar. Essa parte é importante, pois pode ficar grudado.  Desenforme numa outra assadeira e leve novamente ao forno por + 5 minutos. Retire do forno, corte em palitos (mais ou menos 2 cm X 6 cm)  e sirva em seguida com salada verde e molho de sua preferência.





    Bom apetite!



    quarta-feira, 17 de junho de 2015

    Batata gratinada com milho

    Mais uma receita super simples e deliciosa. Essa é pra inovar aquele gratinado de batatas que já é sucesso, e deixá-lo ainda melhor. Muito fácil de fazer e com certeza vai agradar todo mundo. A receita é da Tati, do Panelaterapia.


    Batata gratinada com milho
    (receita retirada daqui)

    Ingredientes
    (rendimento: 4 porções)
    • 1 colher (sopa) de manteiga
    • 1 colher (sopa) de azeite
    • 1/2 cebola picada
    • 1 dente de alho picado
    • 1/3 de cubo de caldo de legumes (ou o que tiver em casa)
    • 2 batatas médias picadas em cubos pequenos;
    • 1 lata de milho verde (sem a água)
    • 1 caixinha de 200g de creme de leite
    • 2 colheres (sopa) de cheiro verde picado
    • Queijo parmesão a gosto.
    • 1 colher (café) de sal (ou o quanto precisar)
    • Pimenta do reino, noz-moscada e outros temperos que preferir.

    Modo de Preparo
    Cozinhe as batatas, já picadas em cubos, em água fervente até ficarem macias (porém não muito moles). Escorra.
    Refogue a cebola e o alho na manteiga e no azeite.

    Adicione a batata, e logo em seguida o milho e o cheiro verde. Misture bem.
    Aqui a Tati usou o caldo de legumes e um pouquinho de água (2 colheres de sopa) para dissolvê-lo. Eu usei esse temperinho aí da foto (não é jabá!).
    Misture bem. Acrescente o creme de leite e uma colher (sopa) de parmesão ralado.

    Acerte o sal se achar necessário e acrescente os temperinhos que você gostar (no caso, usei pimenta-do-reino e um pouquinho de noz moscada).

    Salpique mais queijo parmesão ralado por cima e leve ao forno para gratinar.
    Sirva como acompanhamento, ou como preferir :)
    Bom apetite!

    Compartilhe!

    Você também poderá gostar de...

    Related Posts with Thumbnails